Escola EB 2,3 do Alto do Lumiar (Lisboa)

Categoria: Acessórios

Escalão: 2º Escalão

Memória descritiva:

Divulgado o concurso, tivemos a adesão das professoras de Educação Tecnológica do 2.º e 3 .º ciclo da nossa escola, que se apressaram a divulgar a mesma junto das suas turmas, havendo uma franca adesão e entusiasmo por parte dos alunos à mesma. Foram selecionados dois dos produtos confeccionados para o concurso: - uma mala/saco reversível - um chapéu primaveril No 3.º ciclo a atividade foi incluída na Unidade de trabalho "Tecelagem" da disciplina de Educação Tecnológica dos 7º A,B e C - Conteúdos aplicado nas aprendizagem de saber fazer: - a tecelagem, a costura, o saber reaproveitar materiais e a criatividade. A mala surgiu num estudo de "utilidade" onde se destacou um grande espírito de empreendedorismo por parte dos alunos que pretenderam criar uma peça funcional que suprisse várias necessidades do quotidiano, tais como: - diminuir a utilização dos sacos plásticos nos supermercados; - duas funções mala como acessório e utilidade para as compras; - Reciclagem e reutilização de materiais; - Económico e ambiental. Para a produção do saco começou-se por construir um tear de madeira aproveitando restos de madeiras e reciclando-as, à qual se seguiu a tecelagem da peça, costura, colocação das alças e dos fios para modificar o tamanho da peça, que foi depois decorado com vários elementos. Materiais: - Reutilização de materiais (reciclados): - Paletes de madeira; - Pedaços de tecidos enviados pela entidade promotora para reciclar - Botões velhos usados - Não reciclados: - Pregos; - Fio para a teia; - Linha de costura; O resultado foi um saco/mala utilitária para usar no dia a dia e nas pequenas compras do dia a dia. Os alunos do 2.º ciclo, turmas do 5.º B e E optaram pela produção de um chapéu (selecionou-se para o concurso o que resultou mais “bonito”). Na elaboração do trabalho, como estrutura, foi reutilizado um chapéu de palha velho. Materiais utilizados (reciclados): - chapéu velho de palha, - restos de tecidos recebidos da entidade promotora Outros materiais (não reciclados) -cola branca O chapéu foi totalmente revestido tanto na parte interior, como na parte exterior com os pedaços dos tecidos fornecidos pela entidade promotora do concurso, aplicados com a técnica da cola branca e água. Para ajudar na decoração, foram utilizadas, nos tecidos, as técnicas de corte, costura e colagem para a construção de flores e para a elaboração de um folho para a aba do chapéu. Depois de prontas, foi colocado o folho e coladas as flores no chapéu. O resultado final foi um chapéu fresco e primaveril para usar na no dia a dia, na praia ou no campo em conjunto com a mala. As turmas envolvidas mostraram-se sempre muito entusiasmadas na elaboração dos trabalhos, participando ativamente em todas as fases de construção dos mesmos. Todos os alunos participantes aprovaram esta iniciativa e referiram que gostariam de participar em mais concursos.